Recusar o nazismo de Monark e Kataguiri e o Apartheid de Israel

09/02/2022

Diante da apologia ao nazismo no Flow Podcast de segunda-feira (7) envolvendo o entrevistador Monark e o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP), um dos entrevistados, esta Federação Árabe Palestina do Brasil manifesta veemente condenação nos termos que seguem:

– É inaceitável a defesa da legalização do nazismo ou de qualquer ideologia que promova o racismo, o ódio, a intolerância, o colonialismo e a ideia de que o “outro” pode ser eliminado;

– A liberdade de expressão tem limites que impedem relativizar ou elogiar o extermínio de grupos humanos e fazê-lo é crime contra a humanidade;

– Não toleramos apologia ao nazismo ou a negação de seus crimes, assim como não toleramos o negacionismo quanto às violações dos direitos humanos de outros grupos étnicos ou religiosos e as ideologias que as promovem em várias partes do mundo;

– É por isso que atuamos no alerta à sociedade dos crimes de lesa-humanidade que sofre o povo palestino, cometidos por Israel, como o de apartheid, confirmado em novo relatório, agora da Anistia Internacional, divulgado há 10 dias;

– Renovamos o que é publicamente conhecido: não somos anti-judeus! Somos contrários ao sionismo, ideologia supremacista com ecos nazistas que defende a superioridade de judeus sobre não judeus na Palestina ocupada por Israel, o que vem causando morte e destruição ao povo palestino;

– Não sejamos hipócritas, portanto. Quem não tolera o nazismo não pode tolerar o sionismo e seu estrago aos milhões de palestinos perseguidos e massacrados por Israel, um estado-nação que se propõe exclusivamente judeu.

– Quem não tolera o nazismo não pode ser conivente com os crimes de lesa-humanidade de apartheid e limpeza étnica, promovidos por Israel na Palestina;

– Por fim, não há racismos toleráveis e intoleráveis, a depender das vítimas, conforme buscou fazer crer Kataguiri, contumaz detrator da Palestina, que se defendeu afirmando que “não tem ninguém mais pró-Israel dentro do parlamento do que eu”.

Palestina Livre a Partir do Brasil, 9 de fevereiro de 2022, 75º ano da Nakba.

Notícias em destaque

12/05/2022

Comunidades palestinas no Brasil se mobilizam para a Nakba 74

Neste próximo domingo, dia 15, relembramos os 74 anos da Nakba – a [...]

LER MATÉRIA
06/05/2022

FEPAL recebe homenagens à comunidade palestina nas câmaras de Bagé e Santana do Livramento

Na noite de quinta-feira, dia 05 de maio, aconteceu, na Câmara de [...]

LER MATÉRIA
25/04/2022

Confira a programação da FEPAL no Fórum Social das Resistências 2022

A Federação Árabe Palestina do Brasil – FEPAL participará de uma [...]

LER MATÉRIA
22/04/2022

Violência em Jerusalém é inerente ao apartheid de Israel e pode levar a uma guerra religiosa, diz Governo Palestino

Em nota difundida à imprensa por seu Ministério de Relações Exteriores, o [...]

LER MATÉRIA
14/04/2022

Embaixada da Palestina cria linha direta para a comunidade tratar de assuntos consulares

A Embaixada do Estado da Palestina acaba de criar uma linha telefônica [...]

LER MATÉRIA
12/04/2022

Israel dificulta comemoração da Páscoa em Jerusalém com violência e restrições aos cristãos, acusa patriarcado

O Patriarcado Ortodoxo Grego de Jerusalém acusa as autoridades israelenses [...]

LER MATÉRIA