FEPAL e delegação palestina participam de 35º Congresso para muçulmanos da América Latina

18/11/2022

Evento que inicia nesta sexta-feira (18) terá como tema central o combate à islamofobia

Começa nesta sexta-feira, às 19h, em São Paulo, o 35º Congresso para Muçulmanos da América Latina e Caribe. O evento, que vai até domingo (20), terá como tema central o enfrentamento ao preconceito e contará com a presença de líderes políticos, religiosos, juristas, acadêmicos e dirigentes de diferentes entidades de vários países.

A Federação Árabe Palestina do Brasil – FEPAL estará representada por seu presidente, Ualid Rabah, seu secretário-geral, Walid Shuqair, e seu secretário de Assuntos Internacionais, Jihad Abu Ali. Uma delegação palestina composta por magistrados e o embaixador do Estado da Palestina no Brasil, Ibrahim Alzeben, também estará presente (mais detalhes da programação no fim da matéria).

O Congresso é promovido pelo CDIAL – Centro de Divulgação do Islam para a América Latina, com apoio do Ministério dos Assuntos Islâmicos, Divulgação e Orientação do Reino da Arábia Saudita. Durante os quase três dias de encontro, serão realizados diversos painéis para debater as origens e efeitos do preconceito, os esforços de órgãos governamentais e instituições civis e religiosas em seu combate e estratégias para dirimi-lo na sociedade.

“Combater a islamofobia sempre foi um dos maiores objetivos institucionais da FEPAL”, explica o presidente da FEPAL Ualid Rabah. “No Brasil, há ainda um desconhecimento muito grande sobre o Islã e seus verdadeiros princípios, o que acaba abrindo espaço para a má-interpretação e até campanhas abertas de difamação e mentiras, como temos visto muito nos últimos anos”, complementa. “Precisamos avançar muito em termos de formação e informação neste sentido”.

Além de destacar a atuação permanente do departamento jurídico da FEPAL para identificar e denunciar os casos de islamofobia no Brasil, Rabah também relembra um importante alerta da entidade sobre o assunto, emitido em 2011. Intitulado “Difamação das religiões: os riscos à comunidade muçulmana e árabe residente no Brasil e os perigos da intolerância religiosa e de conflitos interreligiosos no país”, o documento chamava a atenção para a ação direta dos Estados Unidos na promoção da islamofobia no Brasil, sob o pretexto da “defesa da liberdade de expressão”.

“Como os EUA nunca conseguiram que a Assembleia Geral das Nações Unidas aprovasse resolução neste sentido, eles passaram a pressionar, por meio de sua diplomacia, bem como promovendo esta agenda em veículos de comunicação e por meio de aliados políticos, sociais e religiosos, os países para que adotassem legislações nacionais neste sentido”, explica. “É também contra esse lobby poderoso que devemos estar atentos”.

O 35º Congresso para Muçulmanos da América Latina e Caribe acontecerá no Hotel Hilton Morumbi (Av. das Nações Unidas, 12901 – Brooklin Paulista, São Paulo/SP).

A programação completa você confere no site da CDIAL.

Confira a participação da FEPAL e da delegação palestina no Congresso:

Sábado (19)

10h às 11h

Temática do painel: O Preconceito no Ocidente, sua origem e desenvolvimento

Participação de:

Khaled Baroud, conselheiro do juiz supremo da Palestina, falando sobre “O surgimento e desenvolvimento do fenômeno do preconceito no Ocidente após os acontecimentos de 11 de setembro”

11h30 às 12h30

Temática do painel: As causas do preconceito, suas manifestações e seus efeitos nas sociedades

Participação de:

Maher Khudeir, presidente da Suprema Corte Sharieh (religiosa islâmica)

16h

Temática do painel: Jerusalém – Entre a narrativa sionista e a verdade histórica

Participação de:

Ahmad Ali Saifi, presidente do Congresso e do Centro de Divulgação do Islam Para a América Latina (CDIAL)

Mahmoud Al-Habbash, juiz supremo da Palestina e conselheiro do presidente palestino Mahmoud Abbas para Assuntos Religiosos e Relações Islâmicas

Ualid Rabah, presidente da Federação Árabe Palestina do Brasil – FEPAL

***

Domingo (20)

11h30 às 12h30

Temática do painel: Desenvolvendo estratégias e programas para enfrentar o preconceito

Participação de:

Mahmoud Al-Habbash, juiz supremo da Palestina e conselheiro do presidente palestino Mahmoud Abbas para Assuntos Religiosos e Relações Islâmicas

Walid Shuqair, secretário-geral da FEPAL, falando sobre “A importância do trabalho voluntário das instituições, entidades e organismos para o combate às ondas de preconceito”

Notícias em destaque

15/05/2024

Ato na Assembleia Legislativa de SP relembra 76 anos da Nakba denuncia genocídio na Palestina

Na segunda-feira à noite, mais de duzentas pessoas, dezenas delas [...]

LER MATÉRIA
11/04/2024

Caiado e Tarcísio em Israel: uma viagem muito estranha e sem respostas.

Uma viagem estranha, que teve por objetivo inicial prestar apoio e [...]

LER MATÉRIA
05/04/2024

Prefeitura de São Leopoldo reinaugura Praça Palestina.

Nesta terça-feira, 2 de abril, realizou-se a cerimônia de entrega da obra [...]

LER MATÉRIA
01/04/2024

Lula é agraciado com comenda Hanna Safieh de Direitos Humanos, um dos fundadores da FEPAL

O professor de origem palestina Hanna Safieh, um dos mais importantes [...]

LER MATÉRIA
28/03/2024

“O limiar que indica a prática de genocídio por Israel foi atingido”, indica ONU

Na terça-feira, 26, a Comissão de Direitos Humanos da ONU apresentou o [...]

LER MATÉRIA
21/03/2024

Em tempos de genocídio na Palestina, FEPAL convoca seu 11º Congresso.

A direção da FEPAL – Federação Árabe Palestina do Brasil anuncia a [...]

LER MATÉRIA