RS terá dia e mês da Comunidade Árabe

21/07/2022

Estado tem presença árabe importante em vários municípios e celebra diversidade cultural em eventos como a ExpoIjuí Fenadi, que teve participação da FEPAL em 2019

O que já é uma data no calendário nacional – a Lei Federal nº 11764/08 instituiu o Dia Nacional da Comunidade Árabe – passará a integrar o Calendário Oficial de Eventos do Estado do Rio Grande do Sul. Assim, o “Dia da Comunidade Árabe no Estado do Rio Grande do Sul” será no dia 25 de março, coincidindo com a data nacional.

O Projeto de Lei 174/2022, de autoria do deputado estadual Luiz Fernando Mainardi (PT), instituí, também, o mês de março como “Mês da Celebração da Comunidade Árabe no Rio Grande do Sul”.

O dia 25 de março foi fixado para lembrar a imigração árabe para o Brasil porque os primeiros árabes que chegaram ao país se fixaram em maior número (40%) em São Paulo, especialmente na Rua 25 de Março e seus arredores, ainda hoje a área de comércio popular mais movimentada da capital paulista.

A data comemorativa pretende, além do reconhecimento à importância da comunidade árabe no Estado, “oferecer dispositivo de valorização da cultura, dos costumes e das incontáveis contribuições dadas pelo povo árabe à humanidade em diversas áreas do saber”, informa a justificativa da iniciativa legislativa.

E a definição de todo o mês de março para as celebrações pretende coincidir com as edições anuais do Festival Sul-Americano de Cultura Árabe, realizadas neste mês em várias cidades gaúchas, como Santa do Livramento e Porto Alegre, e argentinas. Também pesou nesta definição o dia 30 de março, lembrado pelos palestinos, desde 1976, como o Dia da Terra Palestina.

Deputado Luiz Fernando Mainardi (PT) é o autor do projeto de lei que homenageia a comunidade árabe no Rio Grande do Sul (Divulgação ALRS)

Mainardi destaca que os árabes e seus descendentes são hoje 12 milhões no Brasil (6% da população brasileira, segundo a “Pesquisa Nacional Exclusiva sobre Árabes no Brasil”, feita pelo Ibope Inteligência em parceria com a H2R Pesquisas Avançadas), conforme divulgado recentemente (julho de 2020) pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira, com boa parte dela estabelecida no Rio Grande no Sul a partir do século 19, nos primórdios da imigração.

“A presença da comunidade árabe na vida e no desenvolvimento do Rio Grande do Sul confunde-se com a própria história do nosso Estado, tanto quanto a presença de outras comunidades imigrantes oriundas de outras regiões do mundo”, observa Mainardi.

O deputado dá especial atenção às comunidades palestinas no Estado, que abriga, segundo algumas estimativas, até metade de todos os palestinos e descendentes residentes no Brasil.

Além de instituir o dia estadual e o mês de celebração, o Projeto de Lei estipula que o Governo do Estado e as prefeituras poderão promover atividades alusivas à imigração e à comunidade árabe.

Notícias em destaque

27/05/2024

Repórteres Sem Fronteiras apresenta terceira queixa ao TPI sobre crimes de guerra israelenses contra jornalistas em Gaza

Apresentada em 24 de Maio, três dias antes do nono aniversário da Resolução [...]

LER MATÉRIA
26/05/2024

A humanidade precisa parar “israel” como parou o nazismo: pelas armas

Os horrores testemunhados pela humanidade hoje, em Rafah, extremidade sul [...]

LER MATÉRIA
15/05/2024

Ato na Assembleia Legislativa de SP relembra 76 anos da Nakba denuncia genocídio na Palestina

Na segunda-feira à noite, mais de duzentas pessoas, dezenas delas [...]

LER MATÉRIA
11/04/2024

Caiado e Tarcísio em Israel: uma viagem muito estranha e sem respostas.

Uma viagem estranha, que teve por objetivo inicial prestar apoio e [...]

LER MATÉRIA
05/04/2024

Prefeitura de São Leopoldo reinaugura Praça Palestina.

Nesta terça-feira, 2 de abril, realizou-se a cerimônia de entrega da obra [...]

LER MATÉRIA
01/04/2024

Lula é agraciado com comenda Hanna Safieh de Direitos Humanos, um dos fundadores da FEPAL

O professor de origem palestina Hanna Safieh, um dos mais importantes [...]

LER MATÉRIA